Administrativos fazendários apontam demandas que serão base para proposta de reestruturação de carreira

21/07/2016 21:15

Em encontro nacional categoria também estabeleceu itens prioritários de sua pauta de reivindicações.

 

Representantes dos servidores administrativos fazendários de dez estados (BA, CE, ES, MG, MT, PE, PI, RJ RO, RS) e o Distrito Federal estiveram em Brasília no último dia 16 para o encontro nacional da categoria. Além de debater a conjuntura e a unidade dos servidores em torno do combate a projetos que ameaçam os serviços públicos, como o PLP 257/16 e a PEC 241/16, os fazendários também discutiram a necessidade de ampliar a mobilização em torno de uma reestruturação do PEC/FAZ. Para isso, foram levantados pontos considerados prioritários nessa tarefa. A partir desses pontos, com auxílio de suas assessorias, a Condsef vai elaborar uma proposta de reestruturação que leve os itens em conta. A proposta será encaminhada aos estados para que seja debatida nas bases e devolvida à Condsef para que envie aos ministérios da Fazenda e do Planejamento e cobre o atendimento do pleito.

 

Entre as propostas para reestruturar a carreira estão sugestões que incluem desde mudança de nomenclatura de cargos, passa por aglutinação respeitando grau de escolaridade, salários e atribuições, até a redefinição de atribuições com base na realidade do Ministério da Fazenda. Os fazendários também priorizam a instituição de uma gratificação de qualificação (GQ) para os três níveis como forma de incentivo à categoria. Nas diretrizes para reestruturar o plano de carreira também estão incluídas intenções como a garantia de crescimento na carreira, a mobilidade no ministério, a reinstituição da ascensão funcional, ênfase no coletivo, evolução na carreira levando em conta a capacitação, qualificação e tempo de serviço e outros.

 

Fonte: Condsef