HU de Campo Grande realiza assembleias para saber se entra ou não em greve

19/07/2016 12:18

Empregados da Ebserh em todo o Brasil decidem em assembleias o início de uma greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira, 20. A Condsef já comunicou a empresa sobre a intenção da categoria. O objetivo central é lutar por um índice de reajuste de 10,36% no salário e benefícios, acompanhando o IPCA do período (mar 2015/fev 2016) no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que está sendo negociado. A Ebserh oferece 8% no salário e 9% nos benefícios. Os empregados também buscam avanços nas cláusulas sociais do ACT. Entidades filiadas à Condsef estão organizando as mobilizações por local de trabalho. A expectativa é de que empregados e empresa cheguem a um consenso que dissipe o impasse instalado no processo de negociação.

 

Desde janeiro as movimentações em torno do ACT 2016/2017 acontecem. Para a Condsef este é um momento em que a categoria precisa continuar o permanente processo de mobilização e atenta à conjuntura. 

 

Em Mato Grosso do Sul, o HU de Campo Grande está realizando hoje e amanhã quatro assembleias para saber se os servidores vão aderir ou não à greve. O funcionários do HU da UFGD (Dourados) decidiram por não aderir à greve.

As reuniões acontecem hoje, 18, às 20h e amanhã, às 10h30, 15h30 e 20h.